Home / Press releases /

PORTUGAL TO BE FIRST PORT OF CALL FOR GLOBAL YACHT RACE
PORTUGAL SERÁ A  PRIMEIRA ESCALA DA VOLTA AO MUNDO À VELA

4 July 2019

Hundreds of non-professional sailors from all over the world are set to enjoy the delights of the Algarve when the Clipper 2019-20 Race arrives into Marina de Portimão this September.

 

The Clipper Round the World Yacht Race is pleased to announce that the beautiful Portuguese city of Portimão will be the first stop of its 40,000 nautical mile global ocean adventure.  The Clipper 2019-20 Race fleet of eleven 70-foot ocean racing yachts will start to arrive into Host Port Marina De Portimão from 8 September, after up to eight days of racing from the UK.

This is the first time a European destination has been named as the first stopover in three editions of the race, with the event last visiting the golden shores of Portugal in 2005.  After beginning their circumnavigation of the world’s oceans from London’s St Katharine Docks, the crew of non professional sailors will race 1,200 nautical miles (nm) through the English Channel. They will then cross the notorious Bay of Biscay, and down the coast of Portugal to the lively fishing port in the heart of the Algarve.

Portimão, known as the last safe haven to both the Mediterranean and Atlantic is the 2019 European City of Sport. Its modern marina will provide the perfect first stopover for the Clipper Race crew, offering a chance to rest and recharge before beginning the first of their six ocean crossings – a 5,200nm race down the North Atlantic and into the Southern Hemisphere to Punta del Este, Uruguay.

Clipper Race Founder and Chairman Sir Robin Knox-Johnston said: “After months of training and preparation, our Clipper Race crew will leave London and have a fast and exciting race to Portimão –  the perfect way for our crew to start their circumnavigation.
 
“Portimão is a beautiful city and following a challenging first week at sea, the teams will enjoy the excellent facilities at the Marina de Portimão. 

“The race visits more than 13 cities around the world and Portimão, being the first, will have the chance to set the tone and the standard for the year ahead. I have no doubt it will be a stopover to remember.”

Marina Correia, General Manager at Portimão Marina added: “After receiving some of the most important nautical circuits in the world, such as TP52 and WMRT, it is time for Portimão to turn to offshore sailing. The Clipper Round the World Race is the right competition, not only for its global dimension but also to remind us of the epic voyages of Portuguese navigators, most of them, also ordinary people led by professional sailors.
 
“Our Marina and the people of Portimão will always welcome those who visit us with a unique way of caring, and we are honored to receive this event”

More than 700 people from 44 different countries will be taking part in the Clipper 2019-20 Race – the twelfth edition of the biennial ocean race. Over eleven months, the crew, under the leadership of a Skipper and Mate, will cross six oceans and be tested to their absolute limit by Mother Nature. What makes the challenge all the more incredible is the fact that every crew member is a non-professional sailor, with the teams made up of doctors, homemakers, lawyers, builders, nurses, farmers, CEOS, and surf instructors. 

Founded in 1996 by Sir Robin, who in April this year celebrated 50 years since becoming the first person to sail solo and non-stop around the world, the Clipper Race is the only event of its kind for non-professional sailors.
 
The Clipper Race teams are due to arrive into Portimão between 8 – 10 September and will be berthed at the modern Marina de Portimao. The Marina, which is set against the stunning backdrop of the São João do Arade Castle and the Santa Catarina Fortress, is the gateway to Europe. It offers one of the best boatyard facilities between Gibraltar and Madeira, and is also the last point of call for many boats preparing to cross the Atlantic. 

While in Portimão, the hundreds of Clipper Race crew will have four days to enjoy all the city has to offer. This includes miles of sandy beaches, fresh seafood – especially its famous grilled sardines, excellent wine, surfing, diving at the stunning underwater museum, and the BPM Festival.  Just a short drive from the city centre are some of the most renowned golf courses in the country and the Algarve Motosports Park – an international circuit that includes a karting track, technology park, five-star hotel and sports complex. 

Visitors and Race Crew Supporters will also be able to visit the Race Village at Marina de Portimão and take part in all activities planned, such as Open Boat Tours and talks with the men and women taking part in the race. The crews will then set sail for Uruguay on 15 September. 

The two stopovers in Portimão and Punta del Este make up the 6,400nm opening leg, the first of eight legs that make up the 40,000 nautical mile circumnavigation. From Uruguay, the fleet will race across the South Atlantic to Cape Town, South Africa; across the Roaring Forties in the Southern Ocean to Fremantle, Western Australia; around to the Whitsundays in East Australia, back into the Northern Hemisphere to China where teams will race to Qingdao, via Sanya and Zhuhai; across the mighty North Pacific to West Coast USA; to East Coast USA via the famous Panama Canal; and then it’s a final Atlantic crossing; before arriving back to the UK in the summer of 2020 as fully proven ocean racers.

A Clipper Race 2019-20 chega à Marina de Portimão no início de setembro, trazendo consigo centenas de velejadores de todo o mundo para desfrutar das delícias do Algarve.

A Clipper Round the World Yacht Race tem o prazer de anunciar que a cidade de Portimão será a primeira escala da sua aventura de 40.000 milhas náuticas pelos mares do mundo, as primeiras equipas são esperadas a partir de 8 de setembro, após oito dias de competição desde Inglaterra.
Esta é a primeira vez que se fará uma escala na europa, no início da prova,  em três edições da competição. Depois de iniciar a  regata de circunavegação nas docas de St Katharine em Londres, as tripulações vão percorrer 1.200 milhas náuticas através do Canal da Mancha. A frota de onze barcos de 70 pés, one design, que participa na Clipper Race atravessará o sempre imprevisível Golfo da Biscaia e vai descer a costa de Portugal, até à marina de Portimão no coração do Algarve, a primeira escala da Clipper Race 2019-20.

Portimão, conhecida como o último porto seguro tanto para o Mediterrâneo como para o Atlântico, é a Cidade Europeia do Desporto 2019. A sua moderna marina  proporcionará a primeira escala para a tripulação da Clipper Race, oferecendo uma oportunidade de descanso e vai permitir recarregar as baterias antes de iniciar a primeira de seis travessias oceânicas – uma etapa de 5,200 milhas náuticas que vai ligar Hemisfério Norte ao Hemisfério Sul, que termina em Punta del Este, Uruguai.

O fundador e presidente da Clipper Race, Sir Robin Knox-Johnston disse: “Depois de meses de treino e preparação, as nossas tripulações da Clipper Race saem de Londres e vão ter uma etapa  rápida e emocionante até Portimão – a melhor forma de começar a uma regata de volta ao mundo.

“Portimão é uma cidade linda e depois de uma primeira semana no mar, as equipas vão desfrutar das excelentes instalações da Marina de Portimão.

“A prova visita mais de 13 cidades em todo o mundo e Portimão, sendo a primeira, terá a oportunidade de definir o tom e o padrão para as próximas paragens. Não tenho dúvidas de que será uma paragem que vai ficar na memória dos tripulantes.”

Marina Correia, Directora Geral de Portimão Marina, acrescenta:“Depois de receber alguns dos circuitos náuticos mais importantes do mundo, como TP52 e WMRT, é altura de Portimão olhar para a vela oceânica e a Clipper Round the World Race é a competição certa, não só pela sua dimensão global, mas também por nos recordar as viagens épicas dos navegadores portugueses, a maioria deles, também pessoas comuns lideradas por velejadores profissionais.

“A nossa Marina e as pessoas de Portimão vão acolher os tripulantes com a nossa forma única de cuidar e receber quem nos visita,, e estamos muito honrados em receber este evento ”

Mais de 700 pessoas de 44 países participarão na Clipper 2019-20 Race – a décima segunda edição desta prova bienal. Durante onze meses, a tripulação, sob a liderança de um Skipper e um Mate, cruzará seis oceanos e será testada até o limite pela Mãe Natureza. O que torna o desafio ainda mais incrível, é o facto dos tripulantes não serem velejadores profissionais, com equipas formadas por médicos, donas de casa, advogados, engenheiros, enfermeiras, agricultores, administradores de empresas e instrutores de surf.

Fundada em 1996 por Sir Robin, que em abril deste ano comemorou 50 anos desde que se tornou a primeira pessoa a navegar em solitário, sem escalas e assistência ao redor do mundo, a Clipper Race é o único evento deste tipo para velejadores não profissionais.

As equipas da Clipper Race devem chegar a Portimão entre os dias 8 e 10 de setembro e Marina de Portimão será a sua base. A Marina, que fica em frente ao cenário deslumbrante do Forte de São João do Arade e da Fortaleza de Santa Catarina, é a porta de entrada para o Mediterrâneo. Em termos logísticos, oferece um dos melhores estaleiros entre Gibraltar e a Madeira, e é também o último ponto de escala para muitos barcos que se preparam para atravessar o Atlântico.

Em Portimão, as centenas de tripulantes e familiares da Clipper Race terão quatro dias para desfrutar de tudo o que a cidade tem para oferecer. Isso inclui quilómetros de praias, excelente gastronomia – especialmente as famosas sardinhas assadas -, bons vinhos, surf, mergulho no impressionante museu subaquático e o BPM Festival. A uma curta distância de carro do centro da cidade, ficam alguns dos mais famosos campos de golfe do país e, claro, o Algarve Motosports Park – um circuito internacional que inclui uma pista de karting, parque tecnológico, hotel de cinco estrelas e um complexo desportivo. Os visitantes e adeptos da prova também poderão visitar museus e outros equipamentos culturais e participar em todas as actividades planeadas, como os Open Boat Tours e conversar com os homens e mulheres que participam na regata. A 15 de setembro a frota zarpa para o Uruguai.

As duas escalas em Portimão e Punta del Este compõem a etapa de abertura de 6.400 milhas náuticas, a primeira das oito etapas que compõem a viagem de circunavegação com 40.000 milhas náuticas. Do Uruguai, a frota segue pelo Atlântico Sul até a Cidade do Cabo, na África do Sul; depois seguem pelos mares do sul até Fremantle, na Austrália Ocidental; passam pelas Whitsundays na Austrália Oriental, de volta ao Hemisfério Norte, e rumam à China, onde as equipas têm um merecido descanso em  Qingdao, via Sanya e Zhuhai; depois percorrem o Pacífico até à costa oeste dos EUA; através do famoso Canal do Panamá passam para a costa este dos EUA; e segue-se uma travessia do Atlântico antes de voltar ao Reino Unido no verão de 2020, já como veladores oceânicos comprovados.